domingo, 28 de julho de 2013

Banheiro ganha mais espaço dentro da casa

Alguns cômodos passaram a ter maior importância dentro das casas brasileiras. O banheiro, por exemplo, foi o que sofreu a maior transformação. Deixou de ter a função, apenas, de higiene pessoal e passou a ser um verdadeiro espaço de relaxamento para compensar a rotina estressante da vida moderna.

Atualmente, os banheiros são verdadeiras salas de banho (Fotos: Divulgação)

Quando o tamanho do imóvel torna sua ampliação viável, os gabinetes viram verdadeiras salas de banho. Agregam hidromassagem, ofurô, spa e podem ter também rádio, televisor com tecnologia de ponta e até notebook.

Outro recurso adotado, segundo os arquitetos e decoradores a pedido dos clientes, é a integração do quarto com o banheiro como solução para otimizar áreas reduzidas – situação bastante corriqueira diante da expansão dos pequenos apartamentos – indicado, principalmente, para lofts (imóvel sem divisórias entre os cômodos) ou apartamento em que o proprietários moram sozinhos.

Além disso, a ampliação do banheiro é uma tendência importada da Itália e dos Estados Unidos. E como povo brasileiro é dos que tomam mais banho no mundo (chegando, muitas vezes, a três banhos por dia) o banheiro com mais espaço foi imediatamente aprovado.

O sucesso deste novo conceito se dá também, segundo profissionais, por conta da busca das pessoas pelos momentos de individualidade, tanto que até os casais estão preferindo ter banheiros separados devido a liberdade quanto ao uso e principalmente a privacidade e diferença de costumes. Mas, quando dois banheiros não cabem dentro de um quarto, a exigência é que seja instalada, pelo menos, uma bancada com duas cubas.

Até os casais optam por banheiros com elementos individuais

Nos banheiros assinados pelo arquiteto Samy Dayan, os materiais mais utilizados são as pastilhas de vidro da Vidro Real porque oferecem maior brilho e transparência, que podem ser utilizadas como detalhes ou revestir a parede inteira, e o cimento queimado, que dá um visual mais natural para o local e agrada quem não quer um banheiro com os “convencionais” piso e paredes cerâmicos.

É o caso do banheiro da foto, no qual o cimento queimado foi utilizado sobre o revestimento antigo de mármore, sem que este precisasse ser retirado. “Esta solução trouxe rapidez e agilidade a obra para a família que já estava morando no imóvel”, comenta o arquiteto.

Moderno e ousado gabinete assinado por Samy Dayan

Já para aqueles que querem ousar sem causar impacto, uma alternativa para as “tradicionais” bancadas de granito acinzentadas é o Hi-Macs, um material comercializado pela Interior LG, composto por minerais naturais e polímeros acrílicos. Apresenta superfície lisa e agrada quem não gosta dos tons acinzentados e os manchados dos granitos ou dos mármores. Além disso este produto é menos poroso e está menos sujeito a manchas.

A recomendação da designer de interiores Mônica Mendes, que atua há seis anos nesse segmento em conjunto da arquiteta Denise Barbuy, é instalar madeiras nas áreas secas do banheiro para acrescentar harmonia e paz ao ambiente, seguindo a tendência. “Isso transforma um simples banheiro em um verdadeiro local para passar o restante do dia, relaxando e aliviando o stress”, diz Mônica.

Eleine Cazärini, engenheira e arquiteta de interiores da Cazarini Projetos Engenharia e Design de Interiores, afirma que muitos de seus clientes iniciaram a reforma do imóvel pelo banheiro e gostaram tanto que resolveram atualizar todos os ambientes da casa.

Eleine Cazärini gosta de brincar com as cores e formas

E para provar que cai muito bem brincar com as cores e formas também no banheiro é só olhar o portifólio da arquiteta. O espaço íntimo feminino feito em uma mostra de decoração “Casa da Criança”, instituição de crianças carentes, é um dos projetos da profissional.

Até na decoração preta e branca Eleine apresenta propostas modernas que chamam a atenção. “Fiz o banheiro dos sonhos de qualquer adolescentes. Com gavetinhas individuais, espelhos e iluminação indireta. O melhor dessa mostra foi não desmontar o ambiente no dia seguinte e sim deixar lá pronto para ser usado pelas crianças da instituição”, diz a profissional.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua Mensagem - Se gostou Compartilhe